Clubes europeus ameaçam boicotar novo Mundial de Clubes que a Fifa quer aprovar

Representantes de 15 times, incluindo Barcelona e Real Madrid, assinam carta de protesto contra novo torneio

15 de março de 2019 Por: Peter Jordan
136

A Associação de Clubes Europeus (ECA, na sigla em inglês) afirmou por meio de carta para a Fifa que vai boicotar o novo Mundial de Clubes que poderia ser aprovado nesta sexta-feira. A associação enviou uma carta para a Fifa na qual detalha os motivos para rejeitar o novo torneio, que seria disputado a partir de 2021 a cada quatro anos, com a presença de 24 participantes -- oito deles da Europa e seis da América do Sul.

A carta foi divulgada inicialmente pelo jornal alemão Süddeutsche Zeitung e está assinada por representantes de 15 dos maiores clubes da Europa, incluindo Juventus, Real Madrid, Ajax, PSG, Barcelona, Bayern de Munique, Manchester United e Benfica.

O documento diz que os clubes são "frontalmente contra a aprovação de um novo Mundial de Clubes neste momento e confirma que nenhum membro da ECA vai disputar essa competição". O calendário da Fifa já está montado até 2024, e os clubes europeus afirmam que não é possível discutir mudanças e criação de novos torneios antes disso. O novo Mundial de Clubes substituiria o "velho" Mundial de Clubes e também a Copa das Confederações.

Trata-se de mais uma batalha na guerra entre a Fifa e os grandes clubes europeus, que também se opuseram ao aumento do número de participantes da Copa do Mundo para 48 seleções -- mas foram derrotados.

O Conselho da Fifa, que se reúne nesta sexta-feira em Miami, vai ter que decidir se leva em consideração a ameaça dos clubes ricos da Europa. Dentro da Fifa, há apoio de sobra para a aprovação da proposta.

 

Veja também

Categorias

Siga-nos